Trauma acústico: O que é e como tratar?

02/18/2021

O que é trauma acústico?

São muitos os ruídos aos quais estamos expostos diariamente, em especial no dia a dia urbano, e muitos deles nos causam danos sem que a gente nem perceba. O trauma acústico é provocado por sons altos, que pontualmente ou ao longo do tempo danificam parcial ou completamente as células ciliadas – células sensoriais da cóclea responsáveis pela captação do estímulo sonoro. Com isso, acontece a perda da função auditiva e a pessoa passa a não ouvir tão bem.

Como acontece?

Uma lesão no ouvido interno provocada por ruído, o trauma acústico, pode ser causado pela exposição a um som muito alto pontualmente, em um momento específico – por exemplo, o de uma explosão; ou pela exposição frequente a sons mais baixos que uma explosão, porém mais altos que 85dB (decidéis), durante um período mais longo de tempo – por exemplo, o uso constante de fones de ouvido com músicas muito altas.

trauma-acústico

Os traumas acústicos podem ser pequenos a pouco de não serem visualizados em exames complementares ou nem mesmo percebidos do ponto de vista clínicas, com uma queixa auditiva, mas sempre serão permanentes e por isso requer uma atenção especial.

É importante estar sempre atento a comportamentos do cotidiano que podem passar despercebidos, mas que podem afetar brutalmente sua capacidade auditiva ao longo dos anos e você não saber. 

Eis um exemplo. Você faz atividade física com fones de ouvido? Redobre a atenção!

trauma-acústico

Durante o exercício físico, o fluxo sanguíneo é desviado dos ouvidos para as pernas, os braços e o coração, e essa movimentação torna as células ciliadas mais vulneráveis ao barulho. Por isso, fica o alerta: exercitar-se usando fones de ouvido é capaz de dobrar o risco de perda auditiva permanente. 

Podemos salientar também como fator de risco à saúde auditiva a exposição frequente ao som muito alto no rádio do carro ou nas caixinhas de som dentro de casa – principalmente se você estiver se preparando para shows, festas, concertos ou alguma atividade que te exponha a ruídos ainda mais altos nas próximas horas. A exposição a ruído funciona de forma cumulativa ao longo do tempo, ou seja, quanto mais tempo ficar exposto a ruído, maior é seu risco de perder a audição ou causar danos à audição.  

Quem corre o risco de sofrer traumas acústicos?

Como falamos acima, estamos suscetíveis a traumas em diversas situações cotidianas, mas as chances são ainda maiores em profissões e situações específicas. Confira alguns dos exemplos:

trauma-acústico
  • Profissionais que estão expostos a altos níveis de ruído, como: músicos, tripulantes de aeronaves, profissionais do trânsito, motoristas de ambulância, profissionais da indústria, entre outros;
  • Pessoas que praticam tiro ou outros esportes com ruídos intensos, como o automobilismo;
  • Frequentadores de shows e eventos com sons muito altos;
  • Pessoas que sofreram algum acidente ou presenciaram uma explosão, por exemplo;
  • Qualquer pessoa exposta a sons com mais de 85 decibéis continuamente;
  • Moradores expostos a poluição sonora elevada em suas residências.

Conheça os sintomas

trauma-acústico

Um dos sintomas mais comuns nesses casos é a perda de audição, que geralmente é sentida primeiro com os sons de alta frequência, seguido dos de baixa frequência. Outro sinal típico da lesão auditiva é o zumbido no ouvido, que é aquela sensação de estar ouvindo algum ou alguns ruídos, mesmo em um ambiente silencioso e que o ruído não vem do ambiente e sim dos ouvidos ou cabeça da própria pessoa que o percebe.

Diagnóstico 

Em casos de trauma acústico, o médico especializado – o otorrinolaringologista – busca entender com o paciente a qual situação ele esteve exposto recentemente ou ao longo de sua vida, que pode ter causado a lesão. A partir dessa análise, o otorrino pode solicitar também alguns exames para garantir informações mais precisas, como a audiometria, e chegar ao diagnóstico do trauma.

Como tratar o trauma acústico?

O tratamento para trauma acústico varia de acordo com a realidade e necessidade de cada paciente.

  • Em alguns casos é necessário o uso de aparelhos auditivos para minimizar os impactos do trauma e melhorar a qualidade de vida do paciente;
  • Quando falamos sobre os profissionais que estão expostos a ruídos muito altos em seus ofícios, é recomendável o uso de protetores auditivos e outros equipamentos de proteção auricular, que em alguns casos são parte dos EPIs (equipamentos de proteção individual) necessários para o trabalhador.
trauma-acústico

Tão importante quanto tratar o trauma acústico já existente é prevenir e cuidar com atenção da sua saúde auricular. Por isso, previna-se sempre de exposições prolongadas a ruídos muito altos ou constantes, evite o uso excessivo de fones de ouvidos e, quando possível, alterne os momentos em que você está exposto a sons no seu dia a dia. Lembre-se sempre que o limite seguro de som contínuo para o ouvido é de 80 decibéis.

Cuide da sua saúde como você merece

Seja para prevenir ou buscar o tratamento para trauma acústico, nós do Instituto Sandra Bastos de Otorrinolaringologia podemos te ajudar.

Especializado no tratamento para zumbido e chiado no ouvido, perda de audição e tontura, o ISBO é dirigido pela Dra. Sandra Bastos – otorrinolaringologista especialista no tratamento e mentoria para zumbido no ouvido.

Realizamos os principais exames para detectar disfunções auditivas, como, audiometria, imitanciometria, processamento auditivo central, como também exames para o zumbido, a acufenometria. Oferecemos os melhores tratamentos para aprimorar a qualidade de vida dos nossos pacientes.

Além de nossas consultas presenciais, você pode optar por nosso atendimento por Telemedicina e ampliar o acesso aos cuidados com a sua saúde sem precisar sair de casa e com a qualidade que você merece.

Ficou com alguma dúvida sobre o trauma acústico ou sobre as melhores práticas para a saúde dos seus ouvidos? Entre em contato conosco para agendar sua consulta pelo nosso site ou WhatsApp: (11) 95801-6560 e tire todas as suas dúvidas. 

Acesse também nosso blog para mais conteúdos como este e confira nossas páginas no Facebook e Instagram. Até breve!

Posts Relacionados

Labirintite pode causar zumbido?

Labirintite pode causar zumbido?

Bastante conhecido por cerca de 15% da população mundial, o zumbido no ouvido, ou tinnitus (em inglês), é um sintoma em que o paciente percebe um som interno incômodo em um ou nos dois ouvidos, tendo duração e volumes diferentes. Além disso, pode ser temporário ou...

ler mais
Diabetes e audição têm relação?

Diabetes e audição têm relação?

Antes de falarmos sobre diabetes e zumbido no ouvido e sua associação, vamos entender primeiramente sobre cada um deles separadamente. Vem com a gente! O que é o zumbido no ouvido? Termo médico para ruído no ouvido, o zumbido no ouvido é um sintoma em que o paciente...

ler mais
Por que eu ouço zumbidos?

Por que eu ouço zumbidos?

O zumbido no ouvido é aquele ruído dentro dos ouvidos que pode ser incômodo, muitas vezes escutado em lugares mais silenciosos, que pode ser temporário ou crônico. “Por que eu ouço zumbidos?” é uma pergunta muito comum e hoje vamos te ajudar a entender. Vem com a...

ler mais
Zumbido no ouvido na gravidez: qual é a causa?

Zumbido no ouvido na gravidez: qual é a causa?

Presente em cerca de 15% da população mundial, o zumbido no ouvido é um ruído muito conhecido que pode ser persistente ou pontual, mas incomoda em alguma intensidade e periodicidade aproximadamente 1 bilhão de pessoas ao redor do globo.  Segundo pesquisas, uma em...

ler mais
Perda de audição em músicos: como tratar?

Perda de audição em músicos: como tratar?

A perda auditiva é um problema que atinge grande parte da população mundial e pode atingir pessoas de todas as idades. A OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que mais de 7% da população brasileira – mais de 15 milhões de pessoas – sofra de algum grau de...

ler mais
Audiometria Infantil para Escolas

Audiometria Infantil para Escolas

Audiometria é um dos exames para se avaliar o quanto uma pessoa escuta e se há algum problema auditivo. A audiometria infantil pode identificar alterações auditivas que possam prejudicar o desempenho e o desenvolvimento da criança. Pode ser realizado em crianças muito...

ler mais
Existe remédio para zumbido no ouvido?

Existe remédio para zumbido no ouvido?

O zumbido é um ruído percebido pelo ouvido que não está no meio externo, ou seja, é um som percebido apenas pela pessoa portadora desse problema. Ele pode acontecer em uma ou ambas as orelhas ou mesmo na cabeça e pode surgir de maneira gradual ou repentina. Interfere...

ler mais
Zumbido no ouvido pode ser perigoso?

Zumbido no ouvido pode ser perigoso?

O zumbido é um som que é percebido como vindo de dentro do ouvido ou da cabeça e na maioria das vezes é percebido somente por quem o possui, já que o som do zumbido não provém de uma fonte externa. O zumbido efetivamente é gerado e mantido pelo cérebro. Esse ruído...

ler mais
Pressão alta pode causar zumbido no ouvido?

Pressão alta pode causar zumbido no ouvido?

Comumente conhecido como chiado e na língua inglesa como tinnitus, o zumbido é um ruído percebido pelo indivíduo e que não está no meio ambiente. Afeta milhões de pessoas no Brasil e no mundo e é caracterizado por um som irritante que pode variar de duração e...

ler mais
Zumbido no ouvido: Quais as causas?

Zumbido no ouvido: Quais as causas?

O zumbido no ouvido é um sintoma em que o paciente percebe um ruído que não tem causa externa, ou seja, é um som interno que na maioria das vezes é ouvido somente pela pessoa que sofre com esse problema. O zumbido pode ser percebido em um ou nos dois ouvidos e ter...

ler mais
Ouvido sensível a ruído: como tratar?

Ouvido sensível a ruído: como tratar?

A intolerância a determinados sons é comum a várias pessoas, porém em muitos casos pode significar algo patológico e que deve ser avaliado e tratado por um profissional. A isso podemos chamar de hipersensibilidade sonora ou hiperacusia, uma condição na qual o paciente...

ler mais
Abrir WhatsApp
Precisa de ajuda?
Olá 👋 Posso ajudar? Se quiser saber mais sobre marcação de Consulta e Exames é só mandar uma mensagem 😉