Saúde Psicológica e Zumbido no Ouvido: qual a relação?

09/03/2021
Zumbido no ouvido

Nos últimos anos, doenças psicológicas ou psiquiátricas como ansiedade e depressão têm sido tratadas com cada vez mais seriedade em todo o mundo. Além do grande potencial incapacitante dessas doenças, foi comprovado que elas também podem desencadear ou agravar outros problemas de saúde como o zumbido no ouvido.

zumbido-no-ouvido

Na conversa de hoje falaremos mais sobre o que é o zumbido no ouvido, quais são as suas causas, qual a relação entre saúde psicológica e zumbido no ouvido, qual a importância da terapia cognitiva no tratamento de pacientes com zumbido e muito mais! Quer saber mais sobre esse tema? Venha conosco!

Zumbido no ouvido: O que é? Quais são as suas principais causas?

zumbido-no-ouvido

Afetando atualmente cerca de 28 milhões de pessoas no Brasil, o zumbido é um sintoma caracterizado pela percepção de um ruído persistente sem fonte externa aparente. Seus sons podem se assemelhar a outros já conhecidos pelo paciente, como abelha, cigarra, chiado, rádio, apito, sirene, grilo, cachoeira e outros.

Embora a causa mais comum desse sintoma seja a perda auditiva, que pode ocorrer por qualquer motivo (como excesso de cera no ouvido, exposição prolongada a sons muito altos, lesões ou infecções no ouvido, uso de certos tipos de medicamentos, dentre outras), há diversos fatores que também são associados ao zumbido, tais como:

Depressão e ansiedade

– Hipertensão

– Diabetes

– Colesterol alto

– Excesso de açúcar, cafeína e sal

– Problemas e disfunções na articulação temporo-mandibular.

Quando causa incômodos à pessoa, o zumbido costuma levar o paciente à procura de um profissional capacitado, a fim de ser investigado com o intuito final de melhorar a qualidade de vida do paciente, uma vez que o zumbido pode ser muito perturbador e intensificar ou mesmo desencadear outros problemas de saúde.

Qual a relação entre o zumbido no ouvido e a saúde psicológica do paciente?

zumbido-no-ouvido

Como mencionamos mais acima, a depressão e a ansiedade podem ser causas do zumbido. Contudo, o oposto também é verdade: o zumbido pode levar à ansiedade e a depressão, dado o alto grau de incômodo causado por esse sintoma. Além disso, até mesmo os medicamentos utilizados no tratamento dessas condições podem se relacionar com o zumbido. Confira a seguir como funciona a relação entre saúde psicológica e zumbido.

Ansiedade e zumbido no ouvido:

Embora seja uma emoção humana comum, a ansiedade pode se tornar algo mais sério quando sentida em excesso. Quando exacerbada, a ansiedade pode afetar o espectro emocional e psicológico do paciente ao fazer com que este se encontre em estado constante de nervosismo e tensão, dificultando sua concentração e causando agitação e irritação.

Já no espectro físico, a ansiedade provoca aumento dos batimentos cardíacos ou dor na área do peito, constante sensação de cansaço ou fraqueza, boca seca e pés e mãos suados ou frios. O conjunto desses sintomas também pode causar o zumbido. Em alguns casos, o próprio zumbido também pode ser o causador da ansiedade por conta do grande incômodo causado ao paciente.

Depressão e zumbido no ouvido:

Enquanto a ansiedade pode causar o zumbido e vice-versa, pacientes que apresentam quadros de depressão tendem a se importar mais e perceber com maior intensidade o zumbido, piorando o desconforto causado pelo ruído.

É comum ver pacientes que já apresentavam o zumbido no ouvido antes mesmo de serem diagnosticados com depressão.

Medicamento antidepressivo causa zumbido no ouvido?

Diversos medicamentos antidepressivos podem causar o zumbido no ouvido. Isso ocorre porque esse tipo de medicamento causa alterações nos níveis de neurotransmissores como a serotonina, aumentando a percepção do zumbido. Contudo, na maioria dos casos, esse problema é temporário.

Em alguns casos, o zumbido pode surgir como uma reação aos antidepressivos. Isso ocorre porque certas substâncias são ototóxicas, isto é, podem prejudicar o ouvido interno. Embora raras, essas reações podem ocorrer quando é realizada a mistura de diferentes medicamentos junto ao antidepressivo ou quando um medicamento é utilizado para o tratamento a longo prazo.

Alguns antidepressivos também podem causar hipersensibilidade na audição do paciente. A fim de identificar se o medicamento é de fato a causa do zumbido e o que deve ser feito, o ideal é realizar o acompanhamento com um psiquiatra sempre que houver a administração de antidepressivos (nunca suspender o uso do medicamento por conta própria); e o acompanhamento com um otorrinolaringologista, caso o zumbido se apresente de forma constante ou em nível alto.

Terapia cognitiva: qual o seu papel no tratamento do zumbido no ouvido?

zumbido-no-ouvido

Na terapia cognitivo-comportamental, com 8 a 24 sessões, enfoca-se como se pensa sobre o zumbido e na prevenção de pensa­mentos negativos, além de utilizar a abordagem de dessensibilização sistemática que também é aplicada a muitos medos e fobias. O conjunto de estratégias empregadas busca melhorar consideravelmente a qualidade de vida do paciente.

Na terapia cognitivo-comportamental tem-se um protocolo de atendimento de pessoas com zumbido, que pode ser adaptado para as necessidades individuais de cada paciente. As abordagens de tratamento mais utilizadas, entre outras, são:

1 – Identificação e modificação de padrões de pensamentos e crenças do paciente que contribuem para as reações emocionais negativas que aumentam a intensidade do zumbido;

2 – Identificação e modificação de comportamentos ou modos de funcionamento do paciente que contribuem para a sensibilização ao zumbido;

3 – Técnicas de relaxamento, meditação e “mindfulness” que aumentam a tolerância ao estresse emocional, diminuindo a ansiedade e melhorando o humor;

4 – Identificação e tratamento de questões da história de vida ou familiar do paciente que podem contribuir para aumentar a intensidade e o sofrimento relacionado ao zumbido.

Deste modo, as pesquisas têm demonstrado que a terapia cognitivo-comportamental é efetiva para a modificação das respostas emocionais e comportamentais negativas que contribuem para aumentar a intensidade do zumbido, ajudando os pacientes a voltarem a ter uma qualidade de vida melhor.

Zumbido no ouvido tem tratamento!

zumbido-no-ouvido

O zumbido nem sempre tem cura, mas sempre tem tratamento. Por isso, o ideal é procurar um médico rapidamente e iniciar o tratamento o quanto antes, aumentando as chances de sucesso!

A realização de exames como a fonometria, a imitanciometria e a audiometria pode ajudar a identificar o zumbido, permitindo seu tratamento nos estágios iniciais.

O tratamento para zumbido no ouvido pode melhorar muito o cotidiano e a qualidade de vida do paciente, mesmo em casos em que não é possível encontrar a causa. Com um diagnóstico e tratamento contínuo, o paciente apresenta resposta positiva em quase 100% dos casos. Caso não seja tratado, o zumbido pode desencadear problemas maiores e mais graves.

O Instituto Sandra Bastos de Otorrinolaringologia, ISBO, é especialista no tratamento de zumbido ou chiado no ouvido, perda auditiva, tontura e sensibilidade sonora. A Dra. Sandra Bastos é diretora técnica do ISBO e otorrinolaringologista atuante, com grande experiência no tratamento do zumbido e especializações no Brasil e na Inglaterra. O ISBO oferece uma gama de exames e tratamentos para identificar as causas e tratar o zumbido de cada paciente.

Acesse o site, conheça nossos serviços e agende sua consulta. Para sua comodidade, você também pode agendar uma consulta pelo WhatsApp: (11) 95801-6560.

Oferecemos também o serviço de telemedicina: consulta médica via chamada de vídeo no Whatsapp ou Skype. A mesma qualidade dos atendimentos presenciais no conforto da sua casa e sem aglomerações.

Possui alguma dúvida sobre a relação entre saúde psicológica e zumbido no ouvido? Entre em contato conosco, nós podemos te ajudar. Agende sua consulta ou solicite mais informações clicando aqui. Acesse nosso Blog para não perder nenhuma novidade e confira nossas páginas no Facebook e Instagram. Aguardamos sua visita, até breve!

Posts Relacionados

Antidepressivo causa zumbido no ouvido?

Antidepressivo causa zumbido no ouvido?

O uso de medicamentos é algo corriqueiro em nossas vidas, afinal, eles são usados para tratar diversos problemas de saúde, não é mesmo? Contudo, alguns medicamentos podem gerar efeitos colaterais que causam desconforto ao paciente. Com isso, algumas pessoas se...

ler mais
Exame de Imitanciometria – Como funciona?

Exame de Imitanciometria – Como funciona?

Também conhecido como tinnitus, o zumbido no ouvido é um problema que afeta cerca de 28 milhões de brasileiros. Esse ruído, que pode se apresentar de diversas formas, pode causar muitos incômodos ao paciente, como distúrbios do sono, piora de quadros de ansiedade e...

ler mais
O que fazer para parar o Zumbido no ouvido?

O que fazer para parar o Zumbido no ouvido?

O zumbido no ouvido é um problema que atualmente incomoda cerca de 28 milhões de brasileiros. Esse problema interfere não somente na audição como também atrapalha diversas áreas da vida de uma pessoa e, por isso, é importante tratá-lo. Nesse contexto, muitas pessoas...

ler mais
Exame do sono domiciliar, como funciona?

Exame do sono domiciliar, como funciona?

Você provavelmente já ouviu falar de zumbido no ouvido, certo? Mas sabia que esse barulho inquietante pode estar relacionado a problemas do sono e que, portanto, o exame do sono domiciliar pode ajudar no combate ao zumbido? O zumbido no ouvido é um ruído que pode se...

ler mais
Zumbido no ouvido em crianças: É possível?

Zumbido no ouvido em crianças: É possível?

Afetando atualmente cerca de 15% da população mundial, o zumbido no ouvido é um sintoma no qual o paciente percebe um som em um ou nos dois ouvidos, podendo ter duração, volume e sons diferentes, como o de uma cachoeira, apito, cigarra, chiado, rádio ou sirene. Pode...

ler mais
Por que idosos têm mais zumbido no ouvido?

Por que idosos têm mais zumbido no ouvido?

Um inquietante barulho de cigarra, de apito ou um ruído semelhante ao chiado de um rádio já te incomodou mesmo não tendo nada ao seu redor? Pois é, o zumbido no ouvido é esse som interno geralmente percebido apenas pela pessoa que está sofrendo com esse problema, e...

ler mais
Sinusite pode causar zumbido no ouvido?

Sinusite pode causar zumbido no ouvido?

Provavelmente você já ouviu falar sobre zumbido no ouvido, certo? Mas sabia que esse ruído incomoda cerca de 28 milhões de brasileiros? Termo médico para ruído no ouvido, o zumbido é um sintoma proveniente de diversas possíveis causas e pode ser temporário ou crônico,...

ler mais
Abrir WhatsApp
Precisa de ajuda?
Olá 👋 Posso ajudar? Se quiser saber mais sobre marcação de Consulta e Exames é só mandar uma mensagem 😉