Ondas eletromagnéticas influenciam no zumbido no ouvido?

05/19/2022
Ondas eletromagnéticas

Você sabia que as ondas eletromagnéticas estão constantemente presentes no nosso cotidiano? Muitas pessoas nem imaginam, mas a radiação eletromagnética faz parte do nosso dia-a-dia e no geral não são percebidas, no entanto, algumas pessoas podem apresentar hipersensibilidade a essas ondas.

Alguns pacientes procuram o médico para reclamar de problemas de concentração, dor de cabeça, tonturas e até mesmo, zumbido no ouvido, mas raramente pensam que esses sintomas podem estar relacionados a ondas eletromagnéticas. Essas pessoas são chamadas de eletrosensíveis, o que significa que costumam ter algum desses sintomas, quando expostos a campos eletromagnéticos. É sobre esse assunto que vamos tratar na conversa de hoje e desta forma, tentar te ajudar e orientar a qual caminho seguir em busca de tratamento.

O que são ondas eletromagnéticas? Onde estão presentes?

Antes de falarmos sobre como a radiação eletromagnética pode afetar algumas pessoas, é preciso explicar o que são ondas eletromagnéticas. Elas surgem com base na interação entre campos elétricos ou campos magnéticos variáveis. Por se tratar de fenômenos ondulatórios, podem sofrer absorção, interferência, espalhamento, reflexão, refração e polarização.

Várias pesquisas científicas já foram realizadas sobre o tema e o sobre os efeitos das ondas eletromagnéticas em humanos. Mas onde está presente esta radiação eletromagnética? Diariamente estamos em contato com elas, pois essas ondas são produzidas por celulares e sistemas sem fio, por exemplo. Assim também como estão presentes nos micro-ondas, raio-x, antenas utilizadas em televisões e rádios, entre outros aparelhos eletrônicos.

ondas-eletromagneticas

O que é a hipersensibilidade às ondas eletromagnéticas?

A hipersensibilidade é sentida por pessoas que são afetadas por campos magnéticos ou fontes de eletricidade, esses também são conhecidos pela ciência como eletrosensíveis. Geralmente isso acontece quando alguém está próximo a aparelhos celulares, redes de wi-fi ou qualquer outro aparelho elétrico. Isto pode afetar a saúde, causando diversos sintomas, sendo um deles o zumbido no ouvido.

A Agência de Segurança Sanitária francesa, Anses, tem realizado pesquisas que envolvem pessoas com hipersensibilidade às ondas eletromagnéticas para saber se de fato tem ligação com uma disfunção do sistema sensorial. O neurologista da Iserm, Jean-Pierre Marc-Vergnes acredita que há a hipótese de uma relação entre a síndrome de hipersensibilidade a radiação eletromagnéticas com sistema sensorial hiperativo.

Pesquisas ainda estão sendo realizadas pela Agência Anses a fim de descobrir os efeitos que as ondas eletromagnéticas podem causar em pessoas com hipersensibilidade à radiação.

ondas-eletromagneticas

O zumbido no ouvido é uma condição multifatorial e pode ter várias causas, a maioria dos casos são de danos nas terminações microscópicas do nervo auditivo no ouvido interno. Em todo o mundo, o aumento do uso de aparelhos celulares tem exposto os ouvidos a uma carga maior de radiação eletromagnéticas. Além disso, todos os dispositivos elétricos geram ondas eletromagnéticas, que podem ser a principal causa de problemas de audição, incluindo o zumbido no ouvido.

Em contrapartida, pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), campus de São Carlos, descobriram recentemente que estímulos eletromagnéticos em uma região específica do cérebro podem auxiliar no tratamento para zumbido no ouvido.

O grupo realizou uma pesquisa com 40 pacientes e durante as 20 sessões, eles receberam estimulação eletromagnética, com isso, os pesquisadores identificaram que a região do cérebro mais sensível ao zumbido é o córtex pré-frontal do lado direito. Durante o estudo, o grupo utilizou nos pacientes, eletrodos para mapear o cérebro.

Um dos pesquisadores explica que esta região do cérebro escolhe para o que você vai dar mais atenção em termos de barulhos sonoros. De certa forma, esta região escolhe se o zumbido no ouvido vai ou não afetar o paciente. A descoberta desta região do cérebro irá ajudar a encontrar tratamento para zumbido mais eficaz do que os tradicionais.

ondas-eletromagneticas

Pessoas eletrosensíveis podem controlar a exposição à radiação eletromagnéticas

Apesar da Organização Mundial de Saúde (OMS) ainda não reconhecer a hipersensibilidade às ondas eletromagnéticas como uma doença, muitos pesquisadores acreditam que relatos de pacientes eletrosensíveis apontam que os sintomas foram causados por aparelhos da vida moderna. Portanto, ainda é possível controlar a exposição a radiação de equipamentos elétricos e eletrônicos.

Pessoas hipersensíveis devem sempre manter distância de aparelhos com radiação eletromagnética, pois quanto maior o afastamento, menor a intensidade das ondas nocivas. Manter a rede elétrica mais próxima da cama desligada durante a noite também é uma solução para controlar a exposição e assim, minimizar seus efeitos.

O correto é eliminar do quarto todo campo elétrico e magnético, além disso, pesquisadores também recomendam outras medidas para minimizar os efeitos:

– Não utilizar celular em casa;

– Evitar usar micro-ondas;

– Diminuir o uso de televisão ou computadores;

– Substituir o wi-fi por adaptadores de rede PLCs;

– Desligar o wi-fi durante a noite.

ondas-eletromagneticas

Não deixe o zumbido no ouvido atrapalhar sua vida, busque tratamento!

Se você ou alguém do seu convívio apresentar sintomas semelhantes aos que foram tratados na conversa de hoje, ou então, qualquer sintoma relacionado a zumbido ou chiado, procure um otorrinolaringologista, para que o especialista possa acompanhar o caso e então buscar o melhor tratamento, devolvendo a você ou ao paciente, o bem-estar e uma melhor qualidade de vida.

O Instituto Sandra Basto de Otorrinolaringologia, o ISBO, possui infraestrutura própria e profissionais especializados para a realização de exames auditivos para adultos e crianças, de qualquer idade. O ISBO é especializado em tratamento para zumbido no ouvido e possui vasta experiência neste campo. A Dra. Sandra Bastos é diretora técnica do ISBO e otorrinolaringologista atuante, com grande experiência no tratamento do zumbido e especializações no Brasil e na Inglaterra.

Acesse o site e conheça nossos serviços. Para sua comodidade, você também pode agendar uma consulta pelo WhatsApp: (11) 95801-6560.

Oferecemos também o serviço de telemedicina: consulta médica via chamada de vídeo no Whatsapp ou Skype. A mesma qualidade dos atendimentos presenciais no conforto da sua casa.

Agende sua consulta ou solicite mais informações clicando aqui. Acesse nosso Blog para não perder nenhuma novidade e confira nossas páginas no Facebook e Instagram.

Aguardamos a sua visita, até breve! 

Posts Relacionados

Ansiedade pode causar zumbido no ouvido?

Ansiedade pode causar zumbido no ouvido?

Sabia que pode haver ligação entre ansiedade e zumbido no ouvido?. Pacientes com zumbido no ouvido comumente sofrem com algum desconforto emocional como o estresse ou a ansiedade. O que poucas pessoas sabem é que esse problema pode ser tanto uma consequência do...

ler mais
Eletrococleografia: como funciona o exame?

Eletrococleografia: como funciona o exame?

O nosso sistema auditivo é bem complexo, por isso é importante que conheçamos cada detalhe para cuidar da nossa saúde auditiva, já que a audição é essencial para que outras funções, como a linguagem, sejam processadas adequadamente. Na maioria dos casos em que o...

ler mais
Exame P300: o que é e para quem é indicado?

Exame P300: o que é e para quem é indicado?

A audição é um dos sentidos mais essenciais e importantes do ser humano, pois é através da audição que desenvolvemos a linguagem para que possamos nos comunicar com os outros. Portanto, é importante cuidar da saúde auditiva e evitar situações desconfortáveis para o...

ler mais
Analgésico pode causar Zumbido no Ouvido?

Analgésico pode causar Zumbido no Ouvido?

O zumbido no ouvido atinge cerca de 15% da população e pode ser causado por diversos fatores, entre eles o uso de alguns medicamentos, desde os mais restritos até os remédios mais comuns, como os analgésicos. A população brasileira costuma ingerir remédios por conta...

ler mais
Abrir WhatsApp
Precisa de ajuda?
Olá 👋 Posso ajudar? Se quiser saber mais sobre marcação de Consulta e Exames é só mandar uma mensagem 😉