Fonoterapia: qual a importância na reabilitação auditiva?

08/26/2021
fonoterapia

O zumbido no ouvido é um sintoma que atualmente afeta cerca de 28 milhões de brasileiros. Na grande maioria dos casos, o zumbido está associado a algum tipo de perda auditiva. Desta forma, é muito importante buscar o tratamento dessa perda através de mecanismos como a fonoterapia a fim de diminuir os impactos do zumbido na vida do paciente.

fonoterapia

Na conversa de hoje falaremos mais sobre o que é fonoterapia, qual o seu papel na reabilitação auditiva, como funciona o tratamento, quais as suas indicações, qual a relação entre a fonoterapia e o uso de aparelhos auditivos e quais resultados podem ser esperados desse tratamento. Quer saber mais sobre esse tema? Venha conosco!

O que é fonoterapia? Qual o seu papel na reabilitação auditiva do paciente?

fonoterapia

A fonoterapia é uma técnica que utiliza exercícios específicos para estimular a linguagem, fala, audição, motricidade oral e voz de um paciente. Esses estímulos visam trabalhar distúrbios na fala, problemas de audição, dificuldade de deglutição e até mesmo questões relativas à escrita. Esse processo é feito com o acompanhamento de um fonoaudiólogo e pode ser aplicado em pessoas de diferentes idades, inclusive crianças ou idosos.

Como mencionamos anteriormente, a principal forma de tratamento do zumbido no ouvido é a recuperação da capacidade auditiva do paciente. Para tal, a fonoterapia exerce um papel muito importante na reabilitação auditiva.

A fonoterapia é muito importante porque a maioria dos portadores da perda auditiva, especialmente quando idosos, tem o comprometimento central por alguns motivos: idade, demora entre o tempo em que foi detectada a perda e a procura pelo aparelho, além de problemas cognitivos inerentes ao envelhecimento, como memória e falta de atenção.

Desta forma, o tratamento trabalha as habilidades auditivas comprometidas pela perda auditiva como reconhecimento auditivo, memória auditiva, localização sonora, figura/fundo auditivo, habilidades de análise e síntese auditivas, traços distintivos dos fonemas da fala.

Assim, o tratamento irá aprimorar o desempenho das funções exercidas pelo paciente. Ou seja, com o passar do tempo, ele perceberá que a sua capacidade de ouvir está retornando, facilitando sua comunicação com outras pessoas e melhorando sua qualidade de vida.

Além disso, o fonoaudiólogo também poderá auxiliar o paciente nas questões emocionais, facilitando o sucesso do tratamento.

Como a fonoterapia funciona? Quais as suas indicações?

fonoterapia

O tratamento é realizado semanalmente dentro do consultório médico, em sessões que costumam durar cerca de 40 minutos. A quantidade de sessões necessárias é estabelecida por cada fonoaudiólogo dependendo do grau de dificuldade apresentado pela pessoa e pela sua disponibilidade de tempo. Contudo, é possível que o profissional passe atividades para serem realizadas pelo paciente quando este estiver em casa.

Nessas sessões são trabalhados exercícios para memória auditiva, localização sonora, atenção auditiva e distinção de sons pela intensidade e frequência.

O fonoaudiólogo pode usar sons ambientais ou a própria fala com sons competitivos de fundo, conversas, exercícios de memória com estímulos visuais associados aos sonoros, pequenos textos associados às gravuras para identificação da correspondência correta e outros métodos.

Esse tratamento é indicado para pessoas de qualquer idade, inclusive crianças e idosos.

Fonoterapia e aparelhos auditivos: qual a relação? O que o paciente pode esperar do tratamento?

fonoterapia

A fonoterapia possui papel ainda mais importante para os pacientes que usam aparelhos auditivos. No entanto, é importante lembrar que primeiramente, o paciente precisa fazer uma consulta com o otorrinolaringologista para que este indique o uso do aparelho auditivo. Além disso, este profissional solicitará exames para testar a perda auditiva.

Após isso, o paciente precisa procurar um fonoaudiólogo, para analisar a perda auditiva e recomendar o aparelho ideal. Esse profissional adaptará o aparelho às necessidades do paciente a fim de melhorar a qualidade de vida deste.

Embora o aparelho seja indispensável para a recuperação da capacidade auditiva, é necessário condicionar o cérebro do paciente a fim de melhorar o processamento das informações auditivas. É aqui que a fonoterapia se faz necessária, pois sua função é recuperar as habilidades auditivas do paciente, garantindo que seu cérebro consiga processar os sons que passaram a ser percebidos com a ajuda do aparelho.

Todos os pacientes se beneficiam da reabilitação auditiva quando são bem acompanhados e fazem os exercícios de forma adequada. O cérebro responde às estimulações feitas e é nítida a melhora das habilidades mencionadas.

Os pacientes processam as informações auditivas com maior rapidez e exatidão. Por meio do tratamento, o paciente poderá retomar suas atividades diárias com mais facilidade, sem estresse ou constrangimento. Ou seja, com a fonoterapia o paciente poderá ter uma percepção auditiva mais eficiente, principalmente, ao que se refere à comunicação! Com a recuperação da percepção auditiva, problemas como o zumbido no ouvido tendem a ser consideravelmente atenuados ou mesmo desaparecer completamente!

Zumbido no ouvido tem tratamento!

fonoterapia

O zumbido nem sempre tem cura, mas sempre tem tratamento. Por isso, o ideal é procurar um médico rapidamente e iniciar o tratamento o quanto antes, aumentando as chances de sucesso!

A realização de exames pode ajudar a identificar o zumbido, permitindo seu tratamento nos estágios iniciais através de procedimentos como a fonoterapia.

O tratamento para zumbido no ouvido pode melhorar muito o cotidiano e a qualidade de vida do paciente, mesmo em casos em que não é possível encontrar a causa. Com um diagnóstico e tratamento contínuo, o paciente apresenta resposta positiva em quase 100% dos casos. Caso não seja tratado, o zumbido pode desencadear problemas maiores e mais graves.

O Instituto Sandra Bastos de Otorrinolaringologia, ISBO, é especialista no tratamento de zumbido ou chiado no ouvido, perda auditiva, tontura e sensibilidade sonora. A Dra. Sandra Bastos é diretora técnica do ISBO e otorrinolaringologista atuante, com grande experiência no tratamento do zumbido e especializações no Brasil e na Inglaterra. O ISBO oferece uma gama de exames e tratamentos para identificar as causas e tratar o zumbido de cada paciente.

Acesse o site, conheça nossos serviços e agende sua consulta. Para sua comodidade, você também pode agendar uma consulta pelo WhatsApp: (11) 95801-6560.

Oferecemos também o serviço de telemedicina: consulta médica via chamada de vídeo no Whatsapp ou Skype. A mesma qualidade dos atendimentos presenciais no conforto da sua casa e sem aglomerações.

Possui alguma dúvida sobre fonoterapia? Entre em contato conosco, nós podemos te ajudar. Agende sua consulta ou solicite mais informações clicando aqui. Acesse nosso Blog para não perder nenhuma novidade e confira nossas páginas no Facebook e Instagram. Aguardamos sua visita, até breve!

Posts Relacionados

Antidepressivo causa zumbido no ouvido?

Antidepressivo causa zumbido no ouvido?

O uso de medicamentos é algo corriqueiro em nossas vidas, afinal, eles são usados para tratar diversos problemas de saúde, não é mesmo? Contudo, alguns medicamentos podem gerar efeitos colaterais que causam desconforto ao paciente. Com isso, algumas pessoas se...

ler mais
Exame de Imitanciometria – Como funciona?

Exame de Imitanciometria – Como funciona?

Também conhecido como tinnitus, o zumbido no ouvido é um problema que afeta cerca de 28 milhões de brasileiros. Esse ruído, que pode se apresentar de diversas formas, pode causar muitos incômodos ao paciente, como distúrbios do sono, piora de quadros de ansiedade e...

ler mais
O que fazer para parar o Zumbido no ouvido?

O que fazer para parar o Zumbido no ouvido?

O zumbido no ouvido é um problema que atualmente incomoda cerca de 28 milhões de brasileiros. Esse problema interfere não somente na audição como também atrapalha diversas áreas da vida de uma pessoa e, por isso, é importante tratá-lo. Nesse contexto, muitas pessoas...

ler mais
Exame do sono domiciliar, como funciona?

Exame do sono domiciliar, como funciona?

Você provavelmente já ouviu falar de zumbido no ouvido, certo? Mas sabia que esse barulho inquietante pode estar relacionado a problemas do sono e que, portanto, o exame do sono domiciliar pode ajudar no combate ao zumbido? O zumbido no ouvido é um ruído que pode se...

ler mais
Zumbido no ouvido em crianças: É possível?

Zumbido no ouvido em crianças: É possível?

Afetando atualmente cerca de 15% da população mundial, o zumbido no ouvido é um sintoma no qual o paciente percebe um som em um ou nos dois ouvidos, podendo ter duração, volume e sons diferentes, como o de uma cachoeira, apito, cigarra, chiado, rádio ou sirene. Pode...

ler mais
Por que idosos têm mais zumbido no ouvido?

Por que idosos têm mais zumbido no ouvido?

Um inquietante barulho de cigarra, de apito ou um ruído semelhante ao chiado de um rádio já te incomodou mesmo não tendo nada ao seu redor? Pois é, o zumbido no ouvido é esse som interno geralmente percebido apenas pela pessoa que está sofrendo com esse problema, e...

ler mais
Sinusite pode causar zumbido no ouvido?

Sinusite pode causar zumbido no ouvido?

Provavelmente você já ouviu falar sobre zumbido no ouvido, certo? Mas sabia que esse ruído incomoda cerca de 28 milhões de brasileiros? Termo médico para ruído no ouvido, o zumbido é um sintoma proveniente de diversas possíveis causas e pode ser temporário ou crônico,...

ler mais
Abrir WhatsApp
Precisa de ajuda?
Olá 👋 Posso ajudar? Se quiser saber mais sobre marcação de Consulta e Exames é só mandar uma mensagem 😉