Diabetes e audição têm relação?

03/17/2021

Antes de falarmos sobre diabetes e zumbido no ouvido e sua associação, vamos entender primeiramente sobre cada um deles separadamente. Vem com a gente!

O que é o zumbido no ouvido?

Termo médico para ruído no ouvido, o zumbido no ouvido é um sintoma em que o paciente percebe um ruído que não está no ambiente externo, que em muitas ocasiões o incomoda e que na sua quase totalidade é ouvido apenas pela pessoa, tanto em ambientes ruidosos como em ambientes silenciosos. 

Pode ser um sintoma pontual ou frequente, percebido em um ou nos dois ouvidos, e ter duração e volumes diferentes e que flutuam em intensidade e característica ao longo do tempo. Quando o zumbido incomoda, o ideal é que ele seja priorizado na sua investigação e conduta para que o paciente melhore sua qualidade de vida, muitas vezes comprometida, e existem casos em que o zumbido não traz desconforto, mas que mesmo assim, sugere-se a investigação, porém sem grandes demandas em relação à conduta.

diabetes-e-zumbido-no-ouvido

Quais são as causas?

Como um sintoma, o zumbido tem algumas possíveis causas ou fatores relacionados que influenciam o seu aparecimento ou persistência. Dentre elas:

  • perda de audição;
  • acúmulo de cera no ouvido;
  • infecções e inflamações no ouvido;
  • depressão;
  • entre outras

Quando falamos dos fatores fisiopatológicos, o principal é desorganização da atividade central (cerebral) ocasionada pela perda de audição. Com ela, áreas central antes com sua atividade normal, passam a ser ativadas de forma exacerbada e equivocada, levando inicialmente à geração do zumbido e no decorrer do tempo, a disfuncionalidades cognitivas e inquietudes psíquicas.  

Conheça um pouco mais sobre a diabetes

diabetes-e-zumbido-no-ouvido

A diabetes é uma doença crônica com uma característica em comum, o aumento da concentração de glicose no sangue, provocado por duas situações distintas:

  • Tipo 1: o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina. Acontece com mais frequência durante a infância e adolescência e é insulinodependente.
  • Tipo 2: afeta a forma como o corpo processa o açúcar do sangue (glicose), pois as células tornam-se resistentes à ação da insulina. Geralmente acomete pacientes a partir dos 40 anos de idade e pode não ser insulinodependente.
  • Diabetes gestacional: acontece durante a gravidez e geralmente é provocada pelo ganho excessivo de peso da gestante.

Alguns sintomas da diabetes já são muito conhecidos, mas é preciso estar sempre atento aos sinais. Confira alguns dos sintomas da diabetes, independente de seu tipo:

  • Poliúria – urina excessiva. Como isso ocorre uma desidratação, consequentemente a pessoa passa a sentir muita sede;
  • aumento do apetite;
  • alterações visuais;
  • impotência sexual;
  • infecções fúngicas na pele e nas unhas;
  • feridas, especialmente nos membros inferiores, que demoram a cicatrizar;
  • neuropatias diabéticas provocada pelo comprometimento das terminações nervosas;
  • distúrbios cardíacos e renais.

Diabetes e zumbido no ouvido: qual a relação? 

Cientistas no mundo inteiro têm estudado a relação entre diabetes e perda auditiva. Entende-se que o excesso de açúcar na corrente sanguínea pode causar danos e até bloquear os vasos sanguíneos e, com isso, complicações podem acontecer nos órgãos irrigados por eles, incluindo o ouvido.

Com a irrigação sanguínea da região comprometida, a pressão sobre a orelha interna pode aumentar e, por isso, a diabetes pode contribuir para a perda auditiva.

diabetes-e-zumbido-no-ouvido

Mas, então, qual a relação entre diabetes e zumbido no ouvido? Como citamos acima, o zumbido pode acontecer quando o paciente está com algum grau de perda auditiva e é um sintoma que serve de alerta.

Por isso, a partir da possível relação da diabetes com a perda de audição, podemos entender que a diabetes também pode influenciar no zumbido no ouvido a partir da complicação causada na irrigação sanguínea no ouvido – que, além de fazer a pressão local aumentar, pode impedir também que os nutrientes cheguem da forma correta na orelha, ocasionando consequentemente o zumbido.

Tratamento para zumbido no ouvido

diabetes-e-zumbido-no-ouvido

Se você já é diabético, existem alguns cuidados que podem ser tomados para prevenir complicações auditivas da relação diabetes e zumbido no ouvido, como controlar a diabetes com os cuidados indicados por seu endocrinologista e fazer exames auditivos regularmente com um otorrinolaringologista.

Se você já tem zumbido no ouvido, lembre-se que cada caso tem suas particularidades e, portanto, suas necessidades são individuais e precisam ser atendidas de forma personalizada. Existem várias maneiras de tratamento para zumbido no ouvido que são capazes de amenizar esse ruído que tanto incomoda tantas pessoas. Alguns exemplos de tratamentos são as terapias de som (sonora) e terapia cognitivo e comportamental, além do uso de medicamentos e de aparelhos auditivos.

O zumbido quando crônico é um sintoma que não tem cura na sua grande maioria, no que se entende pela desativação da atividade central da via auditiva, mas o tratamento com engajamento e respeitando a prioridade do paciente reduz bastante a sua percepção e seu incômodo, trazendo qualidade de vida para os pacientes. Por isso, a importância de se  procurar um especialista no assunto.

O Instituto Sandra Bastos de Otorrinolaringologia, ISBO, é especializado no tratamento para zumbido no ouvido, perda de audição e tontura e pode ajudar nesses casos.

A Dr.ª Sandra Bastos é diretora técnica do ISBO e otorrinolaringologista atuante na área de Otologia e Otoneurologia, uma especialidade médica voltada ao tratamento de zumbido, chiado, tontura, sensibilidade sonora e perdas auditivas.

Realizamos os principais exames e oferecemos o melhor tratamento para zumbido no ouvido de acordo com a indicação para cada caso, aliviando o incômodo de nossos pacientes e colaborando com seu bem-estar. 

Oferecemos, além da consulta presencial, o serviço de telemedicina – consulta médica via chamada de vídeo no Whatsapp ou Skype. Acesse o site, conheça nossos serviços e agende sua consulta conosco pelo WhatsApp: (11) 95801-6560 ou entre em contato diretamente pelo nosso site para esclarecer quaisquer dúvidas e marcar seu horário.

Para se manter sempre informado sobre a saúde auricular, acesse nosso blog e nos acompanhe em nossas páginas no Facebook e Instagram

Aguardamos sua visita. Até logo!

Posts Relacionados

O que causa a perda de audição?

O que causa a perda de audição?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), pouco mais de 7% da população brasileira tem algum grau de deficiência auditiva, o que representa mais de 15 milhões de pessoas, entre crianças, adultos e idosos. A perda auditiva pode estar relacionada a diversos fatores,...

ler mais
Chiado no ouvido: O que pode ser?

Chiado no ouvido: O que pode ser?

Você sabia que o chiado no ouvido é muito mais comum do que imaginamos? Como o chiado no ouvido é um dos sintomas para diferentes condições, sabendo que a principal causa sempre vai ser a perda auditiva, mesmo que muito pequena, ele faz parte da vida de pelo menos 15%...

ler mais
Zumbido tem tratamento?

Zumbido tem tratamento?

O zumbido no ouvido é um problema que afeta cerca de 15 a 20% da população mundial e, apesar de haver muitas dúvidas a respeito, é importante ressaltar que ele é um sintoma, não uma doença.  Por se tratar de um sintoma, o primeiro ponto a ser investigado é o...

ler mais
Quais são os tipos de Zumbido?

Quais são os tipos de Zumbido?

Você sabia que muitas pessoas podem ter problemas por causa do  zumbido no ouvido? O zumbido no ouvido pode causar problemas diversos, como ausência ou dificuldade de concentração, dor de cabeça, ansiedade e até depressão. O que é o zumbido no ouvido? Sendo um...

ler mais
Abrir WhatsApp
Precisa de ajuda?
Olá 👋 Posso ajudar? Se quiser saber mais sobre marcação de Consulta e Exames é só mandar uma mensagem 😉