Depressão e zumbido no ouvido: qual a relação?

03/25/2021

Zumbido no ouvido é um problema muito comum no mundo todo, que atinge cerca de 15% da população mundial e milhões de pessoas só no Brasil. Zumbido é o termo médico para “ruídos de ouvido” e se caracteriza por um barulho, que pode ser desagradável, percebido pelo paciente e que não é relacionado a qualquer fonte ou origem externa.

O som do zumbido se apresenta das mais variadas formas, podendo ser alto ou baixo, agudo ou grave, nas diversas combinações. O zumbido pode se assemelhar a vários sons presentes em nosso dia a dia, como ao de um apito, ao som de cigarras, sirene, rádio, cachoeira, chiado, dentre outros.

O ruído pode se apresentar de maneira constante ou ocasional e pode trazer irritação e angústia ao paciente. Também pode se manifestar em apenas um ou em ambos os ouvidos. O zumbido não é uma doença específica, mas um sintoma que pode ter diversas causas.

 

Quais são as causas mais comuns do zumbido no ouvido?

depressão-e-zumbido-no-ouvido

A principal, mas não a única, causa do zumbido é a perda auditiva. As causas das perdas auditivas podem ser diversas, como: excesso de cera, lesões e infecções no ouvido e exposição prolongada a sons muito altos.

No entanto, outros fatores que em um primeiro momento parecem nada ter a ver com o sistema auditivo também podem dar origem a esse sintoma, exatamente por estarem relacionados a perdas auditivas, como: diabetes, hipertensão, alterações cardiovasculares, má alimentação, uso excessivo de medicamentos agressores ao sistema auditivo.

Fatores que se relacionam e podem inclusive fazer parte da manutenção do zumbido são os fatores emocionais e distúrbios psicológicos, como a ansiedade e a depressão.

O zumbido pode surgir em pacientes de qualquer idade e é mais comum em idosos. A relação entre o zumbido e a idade se deve ao percentual de perda auditiva encontrada nessa faixa etária e que muitas vezes traz o zumbido como sintoma.

Depressão causa zumbido no ouvido?

depressão-e-zumbido-no-ouvido

Estudos indicam que pode, sim, existir diversas relações entre zumbido e depressão, ansiedade e outros distúrbios psicológicos. Uma grande parte dos pacientes com zumbido no ouvido também relata sofrer de distúrbios de ansiedade e depressão. Ainda não se sabe ao certo quais são todas as relações entre o zumbido e essas doenças, mas podemos ressaltar algumas possibilidades fisiopatológicas.

Sabemos que a depressão pode causar alteração nos neurotransmissores, o que pode atrapalhar o funcionamento e ajuste das atividades do sistema nervoso central, como os ajustes por perdas auditivas, por exemplo. Além disso, situações de estresse ou ansiedade podem causar apertos exagerados da musculatura mastigatória. A compressão das áreas vascularizadas próximas ao ouvido atrapalha a passagem sanguínea e diminui a oferta de oxigênio para as células, que não conseguem se nutrir de maneira adequada, prejudicando o metabolismo da região e causando o envio de sinais ao cérebro que podem se juntar a informações já existentes, como o zumbido.

Em alguns casos, o zumbido pode ser resultado da ação de medicamentos antidepressivos. Nesses casos, o sintoma pode ser temporário e ter sido desencadeado pela mudança nos níveis de neurotransmissores, como a serotonina.

A presença do zumbido no ouvido, e o incômodo causado por ele, pode também acentuar os sintomas de depressão e ansiedade. O ruído constante pode causar extremo desconforto e interferir na capacidade do indivíduo de se comunicar socialmente e tornar tarefas prazerosas e hobbies, como a leitura, um desafio. O zumbido também pode causar insônia e dificuldade de concentração, intensificando seu impacto negativo no dia a dia do indivíduo.

Caso esteja sofrendo de zumbido no ouvido, procure um especialista.

depressão-e-zumbido-no-ouvido

É muito importante procurar um médico rapidamente. Quanto antes o tratamento for iniciado, maior é a chance de sucesso. O zumbido nem sempre tem cura, mas sempre tem tratamento.

O tratamento para zumbido no ouvido pode melhorar muito o cotidiano e a qualidade de vida do paciente, podendo levar à não percepção dos sintomas em 10% dos casos. Há tratamentos disponíveis mesmo em casos em que não é possível encontrar a causa. Havendo o diagnóstico e dando continuidade ao tratamento, o paciente apresenta resposta positiva em quase 100% dos casos. Quando não tratado, o zumbido pode desencadear problemas maiores e mais graves.

O Instituto Sandra Bastos de Otorrinolaringologia, ISBO, é especialista no tratamento de zumbido ou chiado no ouvido, perda auditiva, tontura e sensibilidade sonora. A Dra. Sandra Bastos é diretora técnica do ISBO e otorrinolaringologista atuante, com grande experiência no tratamento do zumbido e especializações no Brasil e na Inglaterra. O ISBO oferece uma gama de exames e tratamentos para identificar as causas e tratar o zumbido de cada paciente.

Acesse o site, conheça nossos serviços e agende sua consulta. Para sua comodidade, você também pode agendar uma consulta pelo WhatsApp: (11) 95801-6560.

Oferecemos também o serviço de telemedicina: consulta médica via chamada de vídeo no Whatsapp ou Skype. A mesma qualidade dos atendimentos presenciais no conforto da sua casa e sem aglomerações.

Ficou com alguma dúvida sobre depressão e zumbido no ouvido? Entre em contato conosco, nós podemos te ajudar. Agende sua consulta ou solicite mais informações clicando aqui. Acesse nosso blog para mais novidades e confira nossa página no Facebook e Instagram. Aguardamos sua visita, até breve. 

Posts Relacionados

O que causa a perda de audição?

O que causa a perda de audição?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), pouco mais de 7% da população brasileira tem algum grau de deficiência auditiva, o que representa mais de 15 milhões de pessoas, entre crianças, adultos e idosos. A perda auditiva pode estar relacionada a diversos fatores,...

ler mais
Chiado no ouvido: O que pode ser?

Chiado no ouvido: O que pode ser?

Você sabia que o chiado no ouvido é muito mais comum do que imaginamos? Como o chiado no ouvido é um dos sintomas para diferentes condições, sabendo que a principal causa sempre vai ser a perda auditiva, mesmo que muito pequena, ele faz parte da vida de pelo menos 15%...

ler mais
Zumbido tem tratamento?

Zumbido tem tratamento?

O zumbido no ouvido é um problema que afeta cerca de 15 a 20% da população mundial e, apesar de haver muitas dúvidas a respeito, é importante ressaltar que ele é um sintoma, não uma doença.  Por se tratar de um sintoma, o primeiro ponto a ser investigado é o...

ler mais
Quais são os tipos de Zumbido?

Quais são os tipos de Zumbido?

Você sabia que muitas pessoas podem ter problemas por causa do  zumbido no ouvido? O zumbido no ouvido pode causar problemas diversos, como ausência ou dificuldade de concentração, dor de cabeça, ansiedade e até depressão. O que é o zumbido no ouvido? Sendo um...

ler mais
Abrir WhatsApp
Precisa de ajuda?
Olá 👋 Posso ajudar? Se quiser saber mais sobre marcação de Consulta e Exames é só mandar uma mensagem 😉